A Tecnologia Digital nas Artes

   Certamente que todos estamos de acordo quando se diz que a tecnologia digital e os novos media facilitaram a nossa vida em muitos aspectos. “À distância de um clique” encontramos oportunidades infindáveis e hipóteses muito variadas para ocupar o nosso tempo ou, ao invés, poupá-lo. Graças ao computador e à Internet podemos viajar por países longínquos, conhecer monumentos fantásticos, partilhar modos de vida e culturas. As possibilidades são infinitas.

   Do mesmo modo, no campo da Arte, a tecnologia digital trouxe muitas vantagens, embora, em contrapartida, conheçamos algumas sérias desvantagens. Para nós, que estudamos Arte, alcançámos a possibilidade de analisar obras (de pintura, arquitectura, escultura, música, literatura…) que se encontram fora do nosso alcance por variadas razões. No entanto, a Internet não permite, pelo menos ainda, o contacto directo que uma obra plástica, por exemplo, exige. Não contactamos com a textura, com as verdadeiras cores, nem sequer estamos inseridos no contexto espacio-temporal onde a obra realmente se integra. A partir de imagens ou de vídeo, temos sim, uma amostra aproximada do produto que pretendemos estudar.

Imagens do quadro de Leonardo da Vinci, “Mona Lisa”, encontradas no Google. As diferenças da cor entre as duas imagens são notáveis.

 

   De facto, acabamos por perder o contacto com livros, discos ou espectáculos ao vivo, porque podemos assistir a estes fenómenos através do computador ou da televisão, fazer download de músicas (cada vez mais músicos lançam as suas músicas na Internet, permitindo os downloads legais) e mesmo de grandes obras literárias… Embora esta situação acabe por se tornar positiva no campo económico pessoal de cada um, o prazer que tiramos destas actividades (leitura, audição de música, entre outras) é totalmente diferente. O contacto directo com as artes, na nossa sociedade, está, aos poucos, a perder-se. Entramos na era do mundo global e virtual.

    Apesar de tudo, temos de agradecer à tecnologia digital por nos proporcionar formas de arte como o cinema, a arte digital e a fotografia, géneros que aprecio verdadeiramente. A questão é a mesma: “tecnologia, sim ou não?”.

 

Ana Teresa Santos

Anúncios

Calendário

Março 2009
S T Q Q S S D
« Fev   Abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Estatística

  • 639,132 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: