Ver, ouvir e (re)descobrir.

Nestes últimos dias tentei meter-me no lugar das pessoas que viveram há um século atrás. Queria tentar entender, ou melhor, gostava de saber o que as pessoas daquela época sentiram quando souberam que se tinha descoberto a técnica e composto uma máquina que nos permitia gravar o som, fazer uma fotografia e mais tarde poder realizar filmagens. O resultado foi que me pareceu bastante difícil, e apenas consegui imaginar duma maneira muito vaga o que era naquela época assistir a um avanço tecnológico daquela amplitude. Hoje em dia estamos tão habituados às novas tecnologias, muitas pessoas não passam um dia sem ligar a televisão, o rádio ou o computador e nunca saem de casa sem o telemóvel e acho que foi devido a isso que me pareceu difícil imaginar uma vida sem todos estes dispositivos.

Embora não pude viver naquela época em que foram descobertas essas coisas, hoje posso ver o impacto que elas tiveram na nossa sociedade. Aquilo que foi uma espécie de revolução trouxe-nos aspetos bastantes positivos graças aos quais fomos compreendendo muita coisa desde então.

Todas aquelas tecnologias foram ajudando a guardar uma memória mais objetiva da história. Um exemplo, seria a música porque enquanto temos apenas partituras dos celebres compositores como Mozart ou Beethoven, por outro lado temos a música que a partir do século XIX graças as novas tecnologias, foi sendo gravada progressivamente (sendo os próprios artistas que a compuseram a tocarem) e mais tarde as próprias atuações dos artistas foram sendo filmadas. Portanto, hoje em dia é possível fazer uma viagem no tempo simplesmente pesquisando atuações, músicas ou qualquer outra coisa no youtube.

Tudo o que foi gravado a partir do século XIX até hoje pode-se ver e rever hoje em dia. Foi deixada e vai-se deixando uma inscrição, uma marca no tempo. Hoje nota-se que há uma extensão da memória que seja ela coletiva ou individual. Há uma acumulação do conhecimento do passado até ao presente.

Finalmente, embora não tenha tinha a oportunidade de experienciar o que as pessoas experienciaram ao descobrirem as novas tecnologias há um século atrás, consigo imaginar o fascínio que elas sentiram tal como hoje fico fascinada ao ir descobrir documentos, canções, atuações etc. que não foram criadas no meu tempo, também como me fascina a mim, conhecer as novas tecnologias de hoje e tudo o que ainda nos falta descobrir.

 

Vanessa Gomes


Calendário

Março 2012
M T W T F S S
« Fev   Abr »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Estatística

  • 526,615 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: