A Remediação

Remediação é um conceito elaborado por Jay David Bolter e Richard Grusin. Em conjunto escrevem o livro “Remediation: Understanding New Media”, que foi publicado em 1999. Mas antes de falarmos sobre a remediação, temos que saber que esta faz parte de uma  tripla genealogia. Fazem assim parte da genealogia dos média: a remediação, a imediação, e a hipermediação. E todas são importantes na teoria dos novos médias de Bolter e Grusin. Na imediação, Bolter e Grusin, analisam “a lógica de representação e presença dos meios em si próprios”, através da transparência, naturalização e ocultação do meio. Segunda a lógica da transparência, o meio tenta tornar-se invisível, oculto portanto. Na hipermediação, Bolter e Grusin, analisam “a lógica de representação e presença dos meios em si próprios”, através da opacidade, estranhamento e revelação do meio. Segunda a lógica da opacidade, o meio tenta tornar-se visível e expor-se. Na remediação, analisam “a lógica através da qual novos média derivam, transformam e coexistem com os média anteriores”.

Quando falamos em remediação temos de ter noção que esta funciona em mais que um sentido, e é um dos principais conceitos que caracterizam os Novos Media. Na remediação, acontecem dois “fenómenos”, tanto os novos media adquirirem características de médias anteriores, como vice-versa. Podemos usar como exemplo para a aquisição de características dos média antigos para os novos média, a rádio. A rádio-online foi evoluindo e assimilando características da rádio-tradicional, sendo que podemos ouvir o que se passa na rádio em directo, mas online. Mas a rádio-online furnece-nos certos ficheiros, como vídeos ou podcast, que não podemos ouvir/ver na rádio-tradicional.  Quanto à aquisição de características de médias novos pelos médias antigos, podemos dar como exemplo a transformação de um vídeo-jogo em filme, porque habitualmente é o inverso que acontece, é o cinema que se transforma em vídeo-jogo. Assim a remediação funciona para ambos os lados.

Dentro do tema da remediação existem quatro tipos. O primeiro incorpora meios anteriores, procurando apagar a diferença existente entre eles, entre o meio digital e o meio tradicional. O segundo incorpora  meios anteriores, acentuando-os. O terceiro absorve inteiramente o meio anterior. E o quarto incorpora outras formas oriundas do seu próprio meio, como por exemplo um filme que incorpora elementos de outro filme.

Segundo Bolter e Grusin a remediação é a lógica formal através da qual os novos media reformam as formas dos media anteriores, e, segundo eles, esta é a característica principal dos novos media. Mas funcionam sempre numa relação de diálogo com os meios anteriores.

Ana Nascimento


Calendário

Abril 2013
M T W T F S S
« Mar   Maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Estatística

  • 524,910 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: