A Simulação Óptica como uma alternativa e único meio de conhecimento do nosso exterior

Viajar no espaço… Este sempre foi um dos sonhos da humanidade. E, com a tecnologia que possuímos hoje, já é possível que o homem faça viagens para fora do próprio planeta. Porém, para conhecermos a fundo o universo onde vivemos e ainda nos é pouco conhecido, foram enviados satélites para que se faça este estudo de reconhecimento. O homem não precisa pisar em Marte, por exemplo, para saber o que este planeta tem ou deixa de ter. O que as máquinas espaciais e satélites proporcionam para os astrônomos e cientistas é uma representação óptica real do que existe fora do planeta.

Seguindo este raciocínio, a tecnologia de hoje pode nos proporcionar experiências magníficas de viagens pelo espaço, e mais incrível, sendo dentro do próprio planeta Terra ou não.

Existem softwares que nos dão a experiência de viajar para o desconhecido, podendo ser uma cidade que nunca vimos, um estado ou país que temos a vontade de visitar, ou mesmo visualizar nossa casa em uma foto tirada de satélite. Mas, o que isso proporciona para nós, usuários destes softwares de representação gráfica, além da visão dos lugares?

A resposta é que ainda nos é muito limitada a “viagem” por estes programas, embora seja um avanço incrível da tecnologia. Sabemos que podemos andar pelas ruas de algumas cidades, entrar em alguns museus para ver suas obras, etc. Mas, isto tudo é apenas o que nos é oferecido, ou seja, não podemos ir além do ponto de vista que o programa nos permite. Não podemos entrar em uma loja, por exemplo, naquela rua que visitamos ou não podemos ver todas as obras de um museu, a não ser aquelas que a instituição permitiu que o software nos reproduzisse.

Porém, se não levarmos em consideração estas limitações, podemos perceber que esta é uma experiência que não tínhamos alguns anos atrás, apenas.

O que me parece mais extraordinário, é a capacidade destes softwares, com reproduções a partir de fotografias de satélite, a reprodução óptica do universo em volta do planeta Terra. Esta sim, ao meu ver, é uma experiência que, pelo menos em nossos tempos atuais, podemos apenas “viajar” pela tela do computador.

A baixo está um vídeo feito pelo Museu Americano de História Natural, intitulado “The Know Universe”, que nos dá uma ideia de viagem ao espaço sideral, no total de 5 bilhões de anos-luz do nosso planeta. O que nos faz refletir que a tecnologia está avançando tão depressa, que logo nos seria possível visitar outros planetas e galáxias, mesmo que seja holograficamente.

Francimar Santos


Calendário

Abril 2013
M T W T F S S
« Mar   Maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Estatística

  • 525,942 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: