A reprodutibilidade técnica na música

Pagar para assistir um concerto ou assisti-lo em casa? Atualmente o mundo digital nos oferece meios para nossa comodidade, podemos assistir por meio de vídeos reproduzidos em tempo real o concerto daquele artista o qual somos fãs. Exemplo disso, o Rock in Rio, transmitido pelo próprio site do concerto. No que tange à questão do aqui e o agora da obra de arte relacionado à música, ao assistir um concerto em tempo real dentro de casa, nos é passado apenas uma parte do que está a acontecer naquele momento, a relação músico/público obviamente não será a mesma, não iremos ouvir grande parte dos detalhes que os músicos estão a tocar, ou seja, perde-se a essência. Na música, a reprodutibilidade técnica torna-se de grande valia, pois o que seria das bandas de música e compositores se não fosse a reprodução de músicas por meio de registros como vídeos e gravações? Em aulas de música, os vídeos de peças são muitas vezes utilizados pelos professores, para ensinar os alunos no momento em que não estão em sala de aula. Ao estudar uma peça de Bach, o estudante pode assistir uma gravação e observar os detalhes da notação musical na partitura que indicam a intensidade e a forma de expressão que deve ser tocada a peça. A partir da reprodutibilidade técnica, o estudo da música tornou-se possível para os menos favorecidos, hoje é possível aprender a tocar um instrumento por meio de vídeos educativos.

Letícia da Silva Farias.


Calendário

Maio 2013
M T W T F S S
« Abr   Jun »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Estatística

  • 524,910 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: