Era virtual

Parece que foi ainda ontem que Vasco da Gama descobriu o caminho marítimo para a Índia. Este acontecimento, entre muitos outros que também foram deveras importantes, tiveram um grande impacto na história lusitana. Passados uns séculos, também a Internet foi uma grande transformação, mas a nível global.

Podemos dizer que hoje em dia já não vivemos na época das descobertas em que o contacto direto implicava aspetos sociais, psicológicos e físicos, tal como os nossos navegadores tiveram quando se depararam com os povos africanos. Hoje vivemos na era digital, uma época onde a descoberta do mundo está na ponta dos nossos dedos, à distância de um simples “click”. Todo o globo acede facilmente à Internet, um espaço livre de partilha/publicação de vídeos e de imagens, de comunicação e sobretudo de informação, desde que possua um aparelho eletrónico que o permita. Esta linha que nos conduz até a todo o tipo de páginas, de redes, possibilita-nos aceder a documentos de multimédia, efetuar compras alimentares e de vestuário sem termos que nos deslocar até a um centro comercial, e até mesmo ter acesso a notícias online, porque um simples “click” é muito mais fácil e muito mais rápido, do que o folhear de um jornal.

O computador é sem dúvida um dos aparelhos que eu utilizo mais, não só para fins de aprendizagem como também para entretenimento. Relativamente ao ensino, tento sempre recorrer ao maior número de sites credíveis na Internet, sendo sempre o Google o meu motor de busca. Já a nível de entretenimento, as redes sociais como o Instagram, o Twitter, o Facebook; o Youtube, o Blogger, o Inforestudante, o Skype e a Dropbox são exemplos de redes sociais e de multimédia, de sites e de plataformas, que me acompanham no dia a dia. Sem ter que recorrer à Internet, a Microsoft Office Word e Powerpoint, o Windows Movie Marker, o Windows Media Player, o Picture Manager e o VLC Media Player são programas que contribuem para a execução dos meus trabalhos e também para o meu tempo livre.

Para concluir, podemos dizer que todos nós ganhamos uma relação de dependência com os novos média, e somos como comandados a navegar não “Por mares nunca dantes navegados”, mas sim por um fio condutor virtual que se chama Internet.

 

 

Maria Beatriz Nogueira


Calendário

Fevereiro 2014
M T W T F S S
« Dez   Mar »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  

Estatística

  • 525,942 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: