A hipermediação das pipocas

A hipermediação ou hipermediacia é definida por Jay Bolter e Richard Grusin (2000) como aquilo que nos revela o meio pelo qual a informação chega até nós. Pelo contrário, a imediacia caracteriza-se pela capacidade que esse mesmo meio tem em se tornar invisível, deixando apenas a informação que transmite.

O “duelo” entre hipermediação e imediação é constante. A procura de cada meio (essencialmente os novos meios digitais) por uma estrutura cada vez mais reduzida, ou mesmo cada vez menos física, e a procura do ergonómico e da naturalidade de movimentos associados à manipulação desse meio denuncia a frenética busca pela imediação, impedida por valores maiores como o anúncio de bateria fraca num dispositivo electrónico, a publicidade que paga pelo programa que está a ser interrompido ou o desagradável “este vídeo não está disponível no seu país”.

Apesar de à primeira vista parecer positiva, a demanda pela imediação deixa-nos amorfos, espectadores meramente contemplativos, sem reacção. São os factos que tornam cada meio opaco que nos fazem questionar, que nos acordam da dormência e da passividade que nos é impingida. Um dos momentos de mais profundo questionamento pessoal e existencial é aquele em que vemos o nosso reflexo no ecrã do computador a que estamos “agarrados” demasiado tempo. Ao mesmo tempo que o meio se mostra, mostra-nos também a nós, revela a nossa existência racional e consciente.

Assim, depois desta reflexão, assumo o conceito de hipermediação proposto pelos autores referidos como sendo de distinta importância para a manutenção de uma humanidade ciente de si própria e do mundo que a rodeia e tolero melhor o som de pipocas a serem mastigadas no cinema.

 

Bolter, Jay David & Richard Grusin (2000). ‘Immediacy, Hypermediacy, Remediation’, in Remediation: Understanding New Media, Cambridge, Massachusetts, MIT Press [1a ed. 1999], pp. 19-50.

 

Margarida Neves


Calendário

Abril 2014
M T W T F S S
« Mar   Maio »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Estatística

  • 526,615 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: