Da ideia ao ato criativo.

De certo o ato de criação é baseado na convicção de que a originalidade surge através da inspiração, produtos vindo daqueles considerados gênios, entretanto o ato criativo nada tem de magico ou fantástico, mas sim de um uso correto dos instrumentos do pensamento sobre a matéria física. Podemos similarmente encontrar nos conceitos de remediação, imediacia e hipermediacia de Jay David Bolter e Richard Grusin, exemplos dos médias de ontem é hoje, de como a criatividade se manifestou através de ideias e processos que possibilitaram a criação do novo.

Podemos começar pela remediação, um exemplo inicial na presença dos desenhos das bandas desenhadas nos jornais, sim, as bandas desenhadas tiveram sua origem é participação nas transformações dos jornais, estas que com o tempo foram acentuando suas diferenças até terem identidades própias, que começaram apenas como charges cômicas que meramente acompanhavam os textos jornalísticos, evoluindo para tiras dominicais, como as de Richard Outcault e seu personagem o “Menino Amarelo”, publicadas no jornal New York World, que ao publica-lo atraiu grande atenção para si. O desenhador Outcault inovaria no processo das bandas desenhadas, ao fragmentar as ações da narrativa, acrescentar balões com textos, e ter seu personagem colorido nas tiras, tornando-o tão cativante que dizem que os jornais brigavam para tê-lo, ao longo do tempo com o considerável sucesso as bandas desenhadas passariam de tiras de jornal a um suplemento dominical, e anos mais tarde se desligariam quase que por completo dos jornais, se tornando uma nova forma de média.

Em um outro exemplo para se falar de imediacia coloquemos a própria tecnologia dos computadores, em que este meio tenta tornasse invisível, procurando escondesse dos olhos, bem e certo em outras décadas isto seria inconcebível, visto que os primeiros computadores podiam ocupar toda uma sala, ou por vezes andares inteiros, mas eventualmente essa situação mudaria, dos computadores extremamente espaçosos a chegada dos computadores pessoais nos anos 70, como o Alto e o Star, lançados pela empresa Xerox, que logo seriam superados por sua concorrente Aplle que colocaria no mercado o seu Macintosh, e futuramente uma serie de outros produtos que assim como outras empresas do ramo, visariam cada vez mais a miniaturização da tecnologia, dando conforto e praticidade em seu uso, inserido-as mais facilmente no cotidiano dos seres humanos.

Ora, e como ultimo exemplo, talvez o mais divertido, o do video acima que usaremos para exemplificar a hipermediacia, em que o meio procura mostrasse visível, no clip musical a uma homenagem as telas famosas da historia da arte, como, “O Grito”, de Edvar Munch,“A criação do homem”, de Michelangelo, entre outras de diversos movimentos como dadaísmo ou concretismo, etc. Em meio a musica e imagens até cômicas de homens e mulheres procurando representar de diferentes formas os quadros, fica claro que se trata de um video, não de pinturas estáticas, expostas apenas para serem vistas, aqui são imagens que se movimentam e cantam, reconhecemos as obras mas não somos iludidos por aquilo que vemos, pois sabemos se tratar de um meio que deseja ser visto claramente como aquilo que é, como no final da canção em que os atores-cantores caem, desarmando toda a encenação, mas e também uma forma criativa de vermos as telas, representadas dentro de um outro meio, aqui as diferentes cenas de representação são tornados visíveis, o que vem multiplicar os sinais de mediação, em que o espaço visual da representação é visto como espaço ‘mediado’.

O fato e que independente dos exemplos citados para representar os conceitos, todos de uma forma ou de outra incluem os três conceitos, pois estas estes fazem parte de um processo criativo, tendo o pensamento como força propulsora, possibilitando assim também um solo em que se fosse possível brotar novas criações.

                                                                                                                                                                                                                     Volney Gonçalves


Calendário

Abril 2014
M T W T F S S
« Mar   Maio »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Estatística

  • 525,046 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: