Eu vi a Mona Lisa no Google.

Ao longo da história assistimos a uma massiva representação das obras de arte. Começou com a reprodução manual de pinturas pelos seus aprendizes, passando para meios técnicos como a fotografia, o cinema e a internet que levaram à expansão, em grande escala, da arte.

Atualmente, devido ao, cada vez maior, desenvolvimento da tecnologia, as obras de arte estão disponíveis ao público através de qualquer plataforma com acesso à Internet, quer por meio de imagens no Google quer através de visitas online a importantes museus mundiais. Esta disponibilidade imediata das obras de arte altera a sua natureza e função social, pois altera a sua forma de circulação temporal e espacial, ou seja, não necessitamos de nos deslocarmos ao museu para ver determinada obra de arte, nem precisamos de ser do país de origem de uma banda para termos acesso à sua música, pois, com toda a reprodutibilidade das obras de arte, elas chegam até nós muito facilmente.

Ao estarem disponíveis a todo o público de forma facilitada e praticamente imediata, as reproduções das obras de arte podem ser facilmente manipuladas, ou seja, podemos modificá-las recorrendo a programas de edição de imagem, como o Photoshop, podemos transferi-las da Internet e utilizá-las noutros contexto, como numa apresentação de um trabalho, como imagem de fundo de um dos nosso dispositivos eletrónicos, enquanto as obras originais permanecem seguras em museus que procuram manter a aura, a originalidade das obras de arte.

Como Walter Benjamin explica em The Work of Art in the Age of Mechanical Reproduction, assistimos a um reprodução técnica acelerada de toda a cultura humana, no entanto, as reproduções não significam a morte dos objetos artísticos, mas pelo contrário, atualizam as obras de arte que adquirem novos significados ao serem inseridos em diversos contextos, de diversas formas.

 

Letícia Ferreira.

Advertisements

Calendário

Abril 2014
M T W T F S S
« Mar   Maio »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Estatística

  • 576,909 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: