Onde está a aura?

Na sua reflexão “The Work of Art in the Age of Mechanical Reproduction”, Walter Benjamin identifica a aura da obra de arte como estando presente apenas na sua existência única. A cópia ou reprodução do objecto artístico retiram-lhe o “aqui e agora”, “a sua existência única no lugar em que se encontra” (Benjamin, 1998 [1935]). Identificando a mudança de paradigma que a arte sofreu com o desenvolvimento tecnológico crescente no século XIX com a fotografia e no início do século XX com o cinema, Benjamin afirma que na época da reprodutibilidade técnica da obra de arte a sua aura se desvanece exactamente através da reprodução/multiplicação a que está sujeita.

Tal como sugerido na citação inicial de Paul Valery que abre o ensaio de W. Benjamin, a noção de arte alterou-se com os desenvolvimentos técnicos que eliminaram a mão do processo criativo e que permitiram a reprodução múltipla de uma mesma obra. Penso que, neste sentido, qualquer objecto artístico deve ser abordado tendo em conta a sua natureza tecnológica ou não-tecnológica. Por outras palavras, a fruição da obra de arte acontece de forma diferente consoante a essência tecnológica ou não da própria obra, admitindo ainda que possam existir obras híbridas em que será necessário uma conjugação das duas perspectivas para a sua interpretação e análise. Se no objecto artístico não-tecnológico a aura tem na sua essência a unicidade, o “aqui e agora”, no objecto artístico tecnológico a aura terá a sua essência na forma e no conteúdo.

Mas W. Benjamin coloca ainda a questão acerca da diminuição da aura de um objecto não-tecnológico pela multiplicação de cópias (por exemplo em fotografias ou digitalizações). Esta reflexão acerca da retroactividade dos acontecimentos será certamente grande demais para caber num pequeno post, mas a questão inicial é bastante simples de colocar: a aura da obra de arte pertence-lhe ou são os seus fruidores que a carregam?

Margarida Neves

Benjamin, W. (1998 [1935]). The work of art in the age of mechanical reproduction. LA: UCLA – School of Theater, Film and Television.


Calendário

Abril 2014
M T W T F S S
« Mar   Maio »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Estatística

  • 525,046 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: