A extinção da Carta

 

A meu ver, uma das invenções mais importantes de todos os tempos, foi sem dúvida alguma o telefone.
O telefone veio de certa forma substituir a carta, um meio de comunicação muito mais moroso e bastante diferente na sua essência. Acho que durante toda a minha vida, só uma vez recebi uma carta de um familiar distante e foi algo combinado por telefone. Veja-se a ironia!

Como já referi, a essência de ambos é bastante diferente, na carta é tudo mais premeditado e menos espontâneo. Todavia é graças à escrita que conseguimos ler os outros não só pelas palavras mas também pela caligrafia, que funciona quase como uma extensão da alma de cada pessoa. É algo que nos é querido e nos acompanha para o resto das nossas vidas.
No telefone existe uma enganadora sensação de presença com a pessoa com quem falamos e uma espontaneidade bastante maior naquilo que se diz. É mais difícil esconder o estado de espirito e aquilo que se sente. Porém é muito mais prático e rápido e existe ainda a vantagem de termos comunicação instantânea com qualquer parte do mundo.

Creio que todas estas vantagens do telefone façam com que a carta pareça um sistema cada vez mais datado, escasso e perto da extinção.

 

Vasco Assis


Calendário

Maio 2014
M T W T F S S
« Abr   Jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Estatística

  • 526,615 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: