O Meio Talvez Seja a Mensagem

O texto de seguida apresentado é sobretudo uma reflexão pessoal sobre a visão de Marshall McLuhan e tema de escrita deste texto: “O meio é a mensagem”.

Será sempre de destacar a importância do meio para a difusão de uma mensagem, a mesma notícia pode ser captada de maneira diferente se difundida por um jornal, na rádio ou televisão, como uma mensagem de afecto pode ser acolhida de maneira diferente se recebida por meio digital ou pessoal, o que não me parece ainda assim que o meio passe por isso a representar uma importância digna de ultrapassar a do próprio conteúdo da mensagem.

A meu ver a mensagem integra o meio da mesma forma que integra o conteúdo, formando portanto um todo ainda que com a sua respectiva importância individual. Diferente será acompanhar aquilo que conhecemos como “concurso televisivo” através de um jornal, ainda assim a ambiguidade da questão permanece até no facto de podemos ver cinema através da televisão e, sendo possível fazer com que essa experiência seja praticamente similar com a de ir de facto ao cinema.

Não retirando o valor ao “meio” parece-me apenas que este e a mensagem coexistem com diferentes papéis de semelhante importância, no entanto a visão de Marshall McLuhan de que “o meio é a mensagem” faz-nos precisamente reflectir sobre esses mesmos papéis, diria até que, mais do que isso, repensar a importância deles.

 Rafael Marques


Calendário

Maio 2014
M T W T F S S
« Abr   Jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Estatística

  • 525,046 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: