BTW, vms flr d Netspeak

abreviaturas-carrusel

À combinação do discurso oral com o escrito, dá-se o nome de “Netspeak” (língua da rede). Podemos caracterizar o discurso oral como sendo limitado pelo tempo, espontâneo, realiza-se cara-a-cara, promove a interação social, é pouco estruturado, imediatamente revisto e rico prosodicamente, e o discurso escrito como sendo limitado pelo espaço, artificial, visualmente descontextualizado, factualmente comunicativo, tem uma estrutura elaborada, é repetidamente revisto e rico graficamente. O Netspeak utiliza características destes dois discursos.

O Netspeak caracteriza-se por usar abreviaturas, acrónimos, e emoticons,  para “poupar” tempo a escrever. Começou a ser usado pelos jovens, ao falarem uns com os outros na Internet, em salas de chat, no Messenger, no facebook, no twitter. O facto deste último só permitir escrever um número limitado de caracteres, faz com que as pessoas usem ainda mais esta forma abreviada de escrever. Mas não é só em sítios da Internet que esta linguagem é usada, mas também em SMS’s, o que admito às vezes dar jeito abreviar quando estamos com pressa, apesar de ser algo que não me agrade muito, por isso raramente o faço.

Apesar de usarmos o Netspeak para poupar tempo, a verdade é que para quem não está familiarizado com esta linguagem, demora muito mais tempo a decifrar o que está escrito, e muitas vezes não consegue sequer perceber, o que causa muita frustração (e falo por experiência própria!).

Exemplos de emoticons (usados para exprimir o que estamos a sentir):
JESS3_TNW_FB_Emoticon_Guide

Exemplos de abreviaturas/ acrónimos:

btw- by the way
wth- what the hell
lol- laugh out loud
rofl- rolling on floor laughing
4- for
brb- be right back
cuz- because
i c- I see
ttyl- talk to you later
u2- you too
l8tr- later
omg- oh my good
bff- best friend forever

Mas como tudo, o Netspeak também tem as suas desvantagens. Os jovens actualmente estão tão enraizados e habituados a escrever de forma abreviada, que utilizam esta escrita na escola, o que é bastante grave, quer seja por força do hábito, quer seja por não saberem regras de gramática e de pontuação. Está a haver uma espécie de lavagem cerebral, que nos está a fazer esquecer como de facto se escreve, para dar lugar a facilitismos.

Se todos escrevêssemos assim, e aplicássemos esta escrita à literatura, a frase mais famosa de Shakespeare, em Hamlet escrever-se-ia:

2b r nt 2b tht s da ? (to be or not to be that is the question)

 

Suse Duarte


Calendário

Maio 2014
M T W T F S S
« Abr   Jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Estatística

  • 525,046 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: