Conexão “em ausência”

Sherry Turkle, uma psicóloga norte-americana, tem vindo a desenvolver, ao longo dos anos, diversos estudos acerca da influência que os meios digitais e as redes sociais exercem sobre a sociedade, bem como as alterações que estas provocam nas relações sociais.

Turkle constatou diversos factos de carácter negativo, entre eles a substituição da conexão “em presença” pela conexão “em ausência“. Esta substituição traduz-se na utilização cada vez mais frequente dos dispositivos/meios digitais como forma de comunicar e de estabelecer relações com o outro, prejudicando e diminuindo consideravelmente o contacto físico (“cara-a-cara“). Apesar de conectado permanentemente, o sujeito sofre um isolamento, que se vai tornando cada vez mais visível e notório à medida que este se deixa “absorver” pelo mundo social digital.

Sem dúvida que estes meios nos permitem comunicar com familiares e amigos que se encontrem a residir ou a passar férias noutro país ou noutra cidade e que nos proporcionam a oportunidade de conhecermos e contactarmos com pessoas de todas as partes do mundo, mas é necessário desenvolver capacidades de comunicação, as quais só podem ser adquiridas através de relações pessoais que estabelecemos com os outros que nos cercam.

Nos dias de hoje, as crianças crescem neste ambiente de ligação/conectividade permanente, submetidas ao isolamento de tudo o que as rodeia, o que é alarmante. O que há poucos anos atrás se julgava impossível de acontecer, hoje em dia está presente na vida da maioria dos seres humanos.

 

Sónia Gomes


Calendário

Maio 2014
M T W T F S S
« Abr   Jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Estatística

  • 526,615 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: