A Era dos Avatares

Cada vez mais se criam maneiras de ocuparmos presenças que não as que ocupamos corporalmente. Interagimos com os outros tendo a opção de realmente não o fazer, para além disso é-nos ainda dada a opção de sermos outrém ao fazê-lo , através de avatares virtuais e da digitalização da nossa presença.

Chegamos à era da virtualização, estamos no tempo dos avatares e na cultura da medição. Prestamos mais atenção ao avatar do jogador desconhecido do MMO que jogamos do que ao colega presente do nosso lado.

Torna-se simplesmente mais interessante imaginar “e se” num mundo fantasiado onde a pessoa que joga connosco e que comunica connosco a partir de sua casa, muitas vezes a longos kilómetros de distância. Porém torna-se mais apelativo imaginar a infindade de interações moderadas por nós que podemos ter com um avatar de alguém por quem na verdade não estamos interessados em conhecer pois isso implicaria por de parte um mundo, que não o nosso, no qual já estamos imersos e no qual nos representamos com um avatar, um “boneco” que não existe corpóreamente. Inserimo-nos numa sociedade digital, deixando de lado a sociedade que nos rodeia.

Fazemo-lo porque na verdade procuramos sentir a experiência de ser o personagem principal de uma história, mesmo que não seja a nossa, pois na verdade, aquilo que todos queremos é um mundo que gire em nosso redor, mas onde haja outros como nós, com os mesmos objectivos.

No final, por muito que não o vejamos ou não o queiramos admitir o que realmente acontece é que vivemos a vida de alguem que não existe, pois a nossa parece demasiado aborrecida para ser vivida, e trocamos a realidade monótona por um mundo irreal extravagante.

 

Bernardo Lousada


Calendário

Junho 2014
M T W T F S S
« Maio   Fev »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Estatística

  • 526,615 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: