iGeneration

Novos Media

Tema: A ubiquidade da mediação digital na sociedade contemporânea (Prince Ea, Can We Auto-Correct Humanity?)

Após a visualização do vídeo do artista Prince Ea “Can We Auto-Correct Humanity?” decidi que era exactamente àcerca deste tema que eu queria escrever, sobre como os novos media conseguem mudar as pessoas, a  sua maneira de agir, como por exemplo como quando alguém está com uma pessoa de quem gosta e a ignora para falar com os seus “ciber-amigos” no facebook ou noutra rede e até a sua maneira de pensar – como quando  se esquece de como é estar cara a cara com alguém, pois já se habituou ao “cara a cara do skype”. A própria escrita é subvertida ao escrevermos mensagens apressadamente com abreviaturas . E achar que se resolvem os problemas com  posts de descargo de consciência, em vez de recorrer aos amigos verdadeiros que podem realmente ajudar.

Antes, eu era muito mais viciada na tecnologia, ainda mais do que já sou, por um motivo, que se chama facebook. Eu já tive  facebook, e passava demasiado tempo “a dar conversa” a pessoas que nem conhecia bem, em vez de socializar PESSOALMENTE e viver momentos inesquecíveis com os meus verdadeiros amigos. Para a maioria das pessoas que tem facebook o importante é a quantidade de “amigos” que têm, sentindo-se melhor com isso. 300 hoje… 500 amanhã… em que mundo? No virtual… aquele mundo incerto onde os amigos perdem qualidades, onde amigo é qualquer pessoa que fale connosco quando estamos tristes e vulneráveis, à procura de companhia no chat. Esses não são amigos, são “ciber-amigos”, pessoas que pensamos que podem ser confiáveis, mas que provavelmente, quando chega a hora de ajudar não estão lá para nós, ao contrário dos nossos colegas, familiares ou vizinhos.

Quando tiramos selfies ou até mesmo fotos do nosso pequeno almoço e postamos no instagram, quando trocamos palavras com pessoas que não conhecemos bem, postamos estados furiosos no facebook, fazemos webcam com os amigos, estamos a dar pequenos passos para um futuro onde socializar pessoalmente estará fora de questão, onde viver a vida significará navegar grande parte do nosso tempo na web, onde ser feliz significará fazer scroll-down ou scroll-up no nosso feed de notícias. Eu não quero viver nesse mundo e vocês também não … Tudo deve ser utilizado com conta peso e medida.

Beatriz Ventura

Advertisements

Calendário

Fevereiro 2015
S T Q Q S S D
« Jun   Mar »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728  

Estatística

  • 592,741 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: