O controlo executado pelo poder político

Os novos média desempenham uma profunda influência sobre as sociedades onde a internet é predominante. No contexto político, os novos meios de comunicação têm adquirido um papel de extrema importância ao longo dos anos, podendo-se até afirmar que o processo político está a ser reinventado com a cooperação das novas tecnologias da informação e comunicação. As várias tecnologias que compõem os novos média podem servir para divulgar a auto-expressão, ou até mesmo como um veículo de ligação entre os integrantes de uma sociedade e os indivíduos com cargos políticos de destaque pertencentes à mesma.

Os meios de comunicação, como a televisão, rádio, jornais e internet (entre outros) mantêm as pessoas informadas em relação a questões políticas, bem como eventos e processos referentes à mesma temática. Contudo, apesar dos meios anteriormente citados informarem o público, estes podem também ser usados para desinformar, ou seja, distorcer a verdade do assunto em causa. É possível compreender a origem desta desinformação se nos debruçarmos sobre certas realidades por vezes ignoradas. Inúmeros meios de comunicação são financiados por empresas externas; desta forma, o negócio e a busca pelo lucro ultrapassam o dever ético de prestar informações válidas ao público. É importante salientar que um grande número de donos das tecnologias de comunicação são políticos ou indivíduos que de alguma forma mantêm uma relação próxima com a política.

Ao aceitar toda a informação que nos chega através dos novos média sem questionar a mesma, ou seja, ao acreditar que a veracidade das notícias é garantida, ficamos vulneráveis à manipulação. A solução de fácil alcance individual passa por manter o espírito crítico a funcionar, sendo que desta forma haverá uma maior resistência do público face aos golpes de condicionamento por parte dos novos média.

Em jeito de conclusão, as tecnologias da comunicação e de informação devem ter como função descrever o mundo e os acontecimentos à volta dele para o público, sem distorcer ou ocultar, apresentando apenas os factos reais que existem, sem acrescentar nada mais. Distingue-se uma certa tendência utópica na frase anterior, pois essa tarefa parece ser de impossível concretização ao avaliar os meios de comunicação dos nossos dias. É igualmente importante não esquecer que a realização desta tarefa é essencial ao processo democrático que, no caso de Portugal, tão fervorosamente defende.

Joana Valente

 


Calendário

Março 2015
M T W T F S S
« Fev   Abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Estatística

  • 524,910 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: