Alone together, um conceito de Sherry Turkle

Tema 4: A linguagem e o sujeito no espaço social digital

1.2  A tecnologia como remediação do sujeito: a presença crescente da mediação digital na construção do sentido de si e na sociabilidade.

Tema de escrita: Em que medida os dispositivos são extensões psíquicas e emocionais do sujeito?

Por Beatriz Ventura

Desde que o computador e o telemóvel apareceram, a construção da identidade de cada sujeito e a sua maneira de socializar com o mundo e as pessoas à sua volta foi alterada com todo surgimento da tecnologia e das novas formas de conviver.

Antes, para convivermos seria pessoal apenas, mas agora temos outro tipo de convivência, mandar mensagens, falar com webcam ou, em casos extremos, criando um avatar num jogo online (um eu criado por nós que pode ou não ser o reflexo de nós mesmo, que podemos alterar/personalizar física e psicologicamente, como um brinquedo que nos personifica e nos transporta para outro mundo, onde o confronto não é pessoal e não há o risco de dizermos algo errado, pois podemos pensa-lo antes). Este último caso extremo é o mais extremo porque é aquele que nos faz absorver mais a tecnologia e o que ela nos oferece e esquecer-nos do mundo exterior, conseguindo o avatar/tecnologia remediar o sujeito.

Apesar destes tipos de comunicações terem pontos positivos (como a comunicação á distancia, visual e auditiva) também tem pontos negativos (como o sujeito perder-se no mundo virtual e não aproveitar devidamente o mundo verdadeiro, aquele em que vive). É por isso que Sherry Turkle, professora de Social Studies of Science and Technology no MIT, refere o termo “Alone Together”, porque nós estamos sozinhos, ligados as tecnologias que nos permitem falar com os outros: sozinhos com os outros. Outro maneira de entender conceito é quando estamos com amigos e em vez de falarmos uns com os outros, falamos com outras pessoas.Valorizamos demais a tecnologia nos dias de hoje, esperamos mais dela do que dos outros, como ela explica no seu livro “Alone Together: Why We Expect More from Technology and Less from Each Other“.

Sherry_Turkle__Connected_but_alone

Concluindo, o trabalho de Sherry gira á volta da  psicanálise e da interacção entre o homem e a tecnologia, objecto que ela analisa nas suas obras. Muitas pessoas decidem criar avatars de si próprios de maneira a que possam conviver com outras pessoas de maneira facilitada, pois se o sujeito tiver algum tipo de limitação ou problema que o afecta na sua vida comum, ele pode criar um avatar na esperança de não obter julgamentos ou repressões, pois nessa realidade virtual, ele/a pode ser o que quiser, como quiser, mostrando a pessoa que quer mostrar aos outros, podendo ser diferente física e psicologicamente da original.

Turkle-Alone Togetherside

3.6.AreWeAloneTogether_292776201


Calendário

Maio 2015
M T W T F S S
« Abr   Jun »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Estatística

  • 525,046 hits

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 1.226 outros seguidores


%d bloggers like this: